Agência Lamarca Brasil – Agência Especialista em Marketing Digital e Inbound Marketing

blog

Dicas e insights valiosos para o seu negócio decolar através do Marketing Digital

Entenda a diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico e qual a melhor estratégia para sua empresa

Uma das principais dúvidas sobre conseguir bons resultados com os negócios na internet, é quanto a diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico. Afinal de contas, todo mundo deseja ranquear na primeira página do Google, não é mesmo?

+ Como otimizar suas campanhas no Google Ads?

Por isso, entender sobre os tipos de tráfego é importante e essencial para elaborar uma boa estratégia de marketing digital. Assim, potencializa as chances de alcançar a persona e público-alvo para o seu negócio. 

Então, continue a leitura para entender melhor sobre esses dois processos.

O que é tráfego orgânico?

O tráfego orgânico é aquele em que atrai as pessoas naturalmente, através do conteúdo bem posicionado nos mecanismos de busca. Ou seja, não há um investimento direto para que a sua página apareça entre os primeiros resultados da pesquisa. 

Por outro lado, existe um investimento em conhecimento e tempo para produzir os conteúdos adequados para alcançar tais posições. 

Para isso, além de ter assunto relevante para o seu público, o conteúdo precisa ser otimizado com as técnicas de SEO, e o seu site e/ou blog também precisa oferecer uma boa experiência de navegação.

Atingir as primeiras posições do Google com tráfego orgânico, significa que o seu conteúdo está muito bom, o suficiente para a plataforma o destacar entre tantos outros com assuntos similares. 

+ Saiba a importância do blog para o seu negócio e os principais benefícios

Contudo, uma das principais diferenças entre tráfego orgânico e tráfego pago é que o primeiro traz resultados a médio e longo prazo. Para ações que visam promover um produto, por exemplo, não é a melhor estratégia, pois pode não trazer nenhum retorno dentro do tempo estimado.

O que é tráfego pago?

Já o tráfego pago, como o nome sugere, é aquele conteúdo que recebe um investimento financeiro para ranquear entre as melhores posições nos mecanismos de busca. 

Isso não quer dizer que se pode abrir mão de um bom conteúdo, relevante e otimizado. Mas neste caso, o tráfego pago dá uma mãozinha para que o posicionamento do conteúdo fique em evidência, e mais pessoas o encontrem mais rápido. 

Pegando o mesmo exemplo dado acima, o tráfego pago é uma boa estratégia para promover ações de vendas por um determinado prazo. Porém, quando o anúncio expira, a posição do conteúdo também pode mudar de lugar, e não mais aparecer na primeira página do Google. 

O tráfego pago é feito através do Google Ads, onde aparece nos mecanismos de busca e sem sites parceiros, e também nas redes sociais com o Facebook Ads e Instagram Ads, que permitem fazer uma segmentação bem detalhada do público que deseja atingir. 

Qual é a melhor opção para sua empresa?

Ao entender a diferença entre tráfego orgânico e tráfego pago, podemos notar que ambos têm vantagens e desvantagens. Enquanto um demanda pouco investimento financeiro, demora mais para trazer resultados. Já o outro traz resultados mais rápidos e assertivos, porém é pago e perde a boa posição de ranqueamento quando o anúncio expira. 

Portanto, a melhor estratégia para o marketing digital da sua empresa é aproveitar as vantagens tanto do tráfego orgânico, como do tráfego pago de forma complementar.

+ 5 dicas para produzir conteúdos e campanhas interativas

Assim, tendo um objetivo bem alinhado e analisando os resultados obtidos, é possível potencializar o que está dando certo e abandonar o que não é efetivo. 

Gostou de entender a diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico? Então, receba mais conteúdos como este assinando a nossa newsletter. 

O QUE PROCURA?
E-BOOK
e-book inbound marketing
FORMULATIO DE CONTATO
POSTS RECENTES