(Tempo de leitura: 2 minutos)

Saiba como utilizar uma das ferramentas mais importantes do marketing!

Você pode não perceber, mas está em contato com diversos gatilhos mentais todos os dias! Mas o que são, de fato, gatilhos mentais, e como funcionam? Saiba mais, no texto a seguir!

As melhores dicas sobre marketing digital na internet, diretamente na sua caixa de entrada. A newsletter da Lamarca é feita para você! Assine já, colocando seu e-mail aqui ao lado – e fique tranquilo, não te enviaremos NENHUM spam!

O que são os tão famosos gatilhos mentais?

Ao falarmos de gatilhos mentais, temos que, inicialmente, focar na questão da “decisão”. É comprovado cientificamente que o processo de decisão ocorre, muitas vezes, em “piloto automático”, baseado em experiências anteriores. Isso porque, intencionalmente ou não, tomamos mais 30 mil decisões diariamente!

Pensando nisso, podemos dizer que os gatilhos mentais são as ferramentas utilizadas para levar o público a fazerem escolhas de forma mais automática, a partir de estímulos. Utilizar gatilhos mentais é uma excelente forma de influenciar as ações de seu público – se utilizados corretamente!

Falar sobre gatilhos mentais nos levaria, sem dúvidas, a mais de 10 artigos. Por isso, traremos os principais tipos de gatilho utilizados no marketing, para que você comece a usar já em sua estratégia de marketing!

Quais são os principais gatilhos mentais?

1) Escassez

O medo de perder uma oportunidade pode moldar facilmente as vontades do consumidor. Além do mais, a exclusividade é uma das ideias que mais vendem no mercado: todos querem aquilo que, em tese, não podem ter. É aí que entra o gatilho de escassez! Um bom exemplo é a disponibilização do número de unidades de certo produto, dando a entender que ele está no final de seu estoque.

2) Urgência

A “urgência” é comparável ao gatilho mental de “escassez”. A principal diferença está que ela se trata de tempo. De qualquer forma, o gatilho de urgência é ligado ao risco da perda de oportunidade, e à exclusividade!

3) Autoridade

Sendo um dos gatilhos mentais mais importantes, ele se utiliza de diversos artifícios para demonstrar ao público que a marca é a mais indicada para resolver seus problemas. Criando essa competência, o consumidor tende a ser influenciado por todas as tendências lançadas pela empresa.

4) Prova Social

Ninguém quer ficar de fora da última moda, independente do que for! Isso se aprofunda ainda mais quando essa “moda” trouxe resultados positivos àqueles que a adotaram. É a ideia do “ir ao restaurante com fila, porque ele certamente é o melhor”.

5) Reciprocidade

Todos querem o maior número de vantagens possíveis, sempre. E é aí que entra a “reciprocidade”. A marca, em troca da atenção que recebe do público, agrega algum valor a ele, como, por exemplo, um material gratuito. Assim, consumir seu conteúdo se torna algo vantajoso àquela pessoa.

Como você viu, vale muito a pena investir em gatilhos mentais para sua empresa. Seja em seu e-commerce, em seus e-mails marketing, newsletters ou até postagens nas redes sociais, eles garantem que você já sairá na frente de seus concorrentes.

Se você quer saber como utilizar gatilhos mentais da forma mais eficaz em sua estratégia de marketing, conte com a ajuda de uma agência com mais de 10 anos de influência no mercado de marketing digital. A Lamarca está aqui para você!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>