Tempo de leitura: 2 minutos

As redes sociais são o grande filão das estratégias de marketing online na atualidade. E não é à toa. O Brasil é o país com o maior número de usuários nessas plataformas na América Latina: quase 80 milhões.

Como a web é um ambiente em constante transformação, é muito importante que as empresas vigiem as mudanças que ocorrem regularmente. Neste cenário, novas tecnologias e hábitos de consumo fazem parte deste crescimento acelerado.

Se você quer saber qual será o futuro do marketing nas redes sociais, acompanhe o artigo a seguir. Nele, você saberá as principais tendências e estará um passo à frente da concorrência.

Diminuição do alcance orgânico

Antigamente as plataformas sociais entregavam o conteúdo gerado a uma grande fatia dos seguidores. A tendência é que, daqui em diante, esse número diminua cada vez mais.

Isso ocorre por um motivo simples: as pessoas estão cada vez mais engajadas e, portanto, curtem mais marcas. Com isso, dificilmente os posts chegam a uma boa margem de seguidores. No Facebook, por exemplo, atualmente esse número é inferior a 2%.

Para remediar essa situação, é preciso criar conteúdo mais relevante para os usuários. A interação é o principal fator para se destacar ante a concorrência. Alguns dos indicadores de performance mais comuns são os cliques, comentários, curtidas e compartilhamentos.

Outra saída é a utilização dos links patrocinados, que podem ser segmentados para bases de usuários específicas e que se encaixam ao grupo de interesse para o qual você deseja divulgar.

Aumento do consumo de vídeos online

Facebook, Instagram, Twitter. Você sabe o que estas plataformas têm em comum? Afora o fato de serem algumas das mais utilizadas no país, todas elas estão investindo forte no vídeo marketing.

Com exceção do já consagrado YouTube, todas as redes sociais vêm percebendo o quanto o formato audiovisual gera bons resultados, agradando usuários e negócios. Especula-se, inclusive, que em 2020, 80% de todo o tráfego será oriundo dos vídeos.

Por isso, investir nessa estratégia é altamente recomendado. Ela é altamente engajadora e podem aumentar a taxa de cliques de 200% a 300%. Além disso, recebem até 1200% mais compartilhamentos que posts com fotos e textos.  

Os vídeos ao vivo também seguem em alta. Com a possibilidade de interação em tempo real, eles podem gerar leads, divulgar a marca e educar o usuário.

Proliferação dos dispositivos móveis

Os dispositivos móveis já fazem parte do cotidiano da maioria dos usuários. Hoje, no Brasil, já existem mais smartphones do que pessoas, o que comprova que a produção de conteúdo na internet deve se adaptar totalmente a essa realidade.

Aplicativos de mensagens como o Facebook Messenger, WeChat e WhatsApp apresentam-se como excelentes opções para gerar relacionamento entre consumidor e marca. Elas funcionam tanto como ferramentas de auxílio ao fluxo de nutrição de conteúdo, quanto suporte e atendimento online.

O marketing nas redes sociais sofre mudanças dia após dia. Graças a isso, para se destacar, é necessário manter atenção às novidades que surgem todos os dias e, assim, de adaptar aos novos padrões do usuário.

Se você gostou deste artigo, curta nossas redes sociais! Assim você terá acesso a muitos outros conteúdos valiosos! Estamos no FacebookInstagram e LinkedIn!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>