(Tempo de leitura: 3 minutos)

Os anúncios pagos têm a fórmula para o sucesso: são segmentáveis para o público certo e só aparecem para aqueles usuários que realmente estão procurando o que o anunciante está divulgando. Mesmo assim, nem sempre os resultados são os esperados. 

O grande problema é que muitas pessoas não fazem o gerenciamento de campanhas corretamente, deixando para avaliar o desempenho das ações apenas ao final. Com isso, perde-se a chance de entender o que deu errado ao longo da ação e fazer as melhorias necessárias para otimizar a estratégia. 

Nos tópicos a seguir, separamos algumas dicas importantes para o gerenciamento de campanhas no Google Ads, para que você consiga melhorar os seus resultados. Continue a leitura para conferir!

Prefira a correspondência ampla modificada

Quando você está criando um grupo de anúncios, é preciso definir o tipo de correspondência das palavras-chave, ou seja, em quais pesquisas seus anúncios vão aparecer. Há três opções: a correspondência exata, a correspondência ampla e a correspondência ampla modificada. 

A última opção é a mais interessante e recomendada, pois, ao contrário dos outros tipos de correspondências, as palavras-chave escolhidas aparecem para o usuário mesmo que ele digite os termos em qualquer ordem, ou com palavras adicionais. 

Preocupe-se com o tráfego móvel

Não é mais novidade que os smartphones dominaram o uso da internet. Para se ter ideia, 74% dos brasileiros utilizam seus dispositivos móveis em, ao menos, uma das etapas do processo de compra, de acordo com uma pesquisa realizada pela SPC Brasil

Com esse novo hábito de consumo, é imprescindível que as campanhas sejam pensadas e direcionadas para o mobile. O Google Ads, inclusive, conta com alguns recursos que facilitam a conversão de quem realiza pesquisas pelo celular, como botões para fazer ligações diretamente pelo anúncio.

Segmente sua campanha

A segmentação permite que os anúncios apareçam apenas para quem realmente pode se interessar pelo que está sendo divulgado, otimizando seus investimentos. Assim, o número de pessoas que clicam no anúncio é muito menor e, consequentemente, os custos da campanha, também. 

Por isso, é fundamental conhecer profundamente o público que se pretende atingir. O Google Ads permite segmentá-los por sexo, idade, localização, horário e até dispositivos móveis (computador, smartphone ou tablet). Então, se você vende doces para festa com entrega no Rio de Janeiro, por exemplo, deve se atentar a dados como localização, qual horário seu público costuma pesquisar sobre o assunto, etc. 

Dedique tempo à gestão

É praticamente impossível obter resultados satisfatórios em uma campanha sem que se dedique um tempo diário à sua gestão. Apenas com as análises constantes é possível compreender o que está dando errado e o que pode ser aprimorado para as próximas ações. 

Para tornar viável o acompanhamento mais frequente, alguns recursos podem ser bastante úteis, como o aplicativo gratuito da ferramenta. Sua interface permite que todas as funções importantes para o gerenciamento de campanhas sejam feitas por um dispositivo móvel, o que facilita o acompanhamento e alterações necessárias dos anúncios de qualquer lugar. 

Ainda assim, alguns gestores têm dificuldade para conseguir tempo para monitorar as campanhas, ou mesmo não tem muito conhecimento no assunto. Nesses casos, o ideal é contar com uma agência de marketing digital que disponha de profissionais especializados nesse tipo de estratégia. 

Essas empresas fazem todo o trabalho de gerenciamento de campanhas, desde o seu planejamento até o acompanhamento e aprimoramento das ações — sempre em busca de melhores resultados. 

Se quiser saber mais detalhes de como uma agência pode ajudar sua empresa com as estratégias de marketing, basta entrar em contato conosco. Temos especialistas preparados para responder possíveis dúvidas e implementar ações para alcançar excelentes resultados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>